Icon Icon Segue o meu Pinterest Icon

Páginas vs Comunidades [Google+]

Páginas VS ComunidadesA verdade é que ao ler um artigo no Google Discovery, blog que muito aprecio, sobre a posição do Google+ no mundo, resolvi falar aqui sobre um dos principais motivos que, para mim, não traz tanta audiência, no Brasil, e em muitos outros países, à rede social Google+.

Deixando um pouco de parte o principal motivo que, continuo a afirmar ser a má implementação dos círculos (ausência de subcírculos e a obrigatoriedade de em vez de um botão seguir como possui o Twitter, termos que adicionar o perfil a um círculo, pelo menos) e voltando-nos um pouco à problemática páginas vs comunidades.

Quando o Google+ teve o seu início todos nós que experimentámos os seus perfis ficamos deveras agradados com as novidades e as suas possibilidades. Depois as páginas foram de tal forma solicitadas que os criadores do Google+ simplesmente copiaram a estrutura dos perfis e com umas pequenas alterações, disponibilizaram, assim, as referidas Páginas. Porém aqueles adeptos do Google que tanto diziam ainda usar o Orkut devido às suas comunidades, acabaram pedindo que o Google+ fosse acrescido de uma solução do mesmo tipo. E chegaram as Comunidades.

O que sucede é que, no meu entender, as Páginas e as Comunidades desta plataforma se anulam mutuamente. Ninguém, no seu perfeito juízo, perceberá que uma publicação efetuada, infelizmente não automática, numa página que represente um clube desportivo online, por exemplo, onde os seus leitores poderiam também comentar as referidas notícias, e tendo eles criado uma comunidade oficial, vão querer republicar o mesmo conteúdo nas duas ferramentas. A discussão, mesmo que com o mesmo conteúdo publicado, não seria unívoca na atualidade. Não se percebe o porquê de não pensarem num outro tipo de utilização das Páginas no Google+, nem num novo conjunto de funcionalidades a integrar nas novas Comunidades.

Sugeria simplesmente que as Páginas do Google+ passassem a ser uma área online onde qualquer pessoa, singular ou coletiva, poderia dar a conhecer a sua missão, atividade ou outra, bem como, poderia integrar ou não, os seus tweets da sua conta oficial. Nalguns casos poderiam ser meramente os títulos e link para os respetivos artigos em seu blog/site oficia.

Assim permitiria que parte do seu conteúdo colocado no blog/site oficial, bem como o seu título, pudesse ser recolhido, automaticamente, e integrado nas novas comunidades. Nas comunidades os utilizadores passariam a poder comentar os tópicos oficiais, bem como, outros de terceiros, tal como acontece nas páginas do Facebook. Se falamos em comunidades, não podemos estar a falar só na área dos comentários pois isso já acontece nas páginas do Facebook. Temos que ter a mais-valia de poder passar a utilizar o formulário de comentários atualmente integrado ao Blogger e relacionado com a página oficial. Além disso, deverá ser integrada uma das ferramentas mais famosas do Google Drive que são os formulários, utilizando-os como as enquetes do Orkut. Assim poderão ser implementadas pesquisas de opinião que, após o término das mesmas, permitirão, ao autor da pesquisa criar, com pequenas instruções, gráficos com o seu resultado.

Assim uma qualquer empresa poderá, através da opinião dos seus fãs, saber quais as funcionalidades desejadas para um novo produto ou até, se de uma marca automóvel se tratasse, qual seria o melhor design, entre diversos fornecidos via vídeo ou foto, para o novo veículo a produzir.

Muito mais haveria a destacar mas o sono já não o permite.