Icon Icon Segue o meu Pinterest Icon

O Luís está desaparecido!

Luís Manuel Matos Pinto

O Luís desapareceu no dia 23 de Dezembro de 2012 (16h00), altura em que fora visto pela última vez em Baião, terra de onde é natural. Ele tem 18 anos e completará 19 em Janeiro.

Quando desapareceu vestia um quispo preto. Não tinha consigo nenhum documento, nem telemóvel.

Faz parte da sua vida o Colégio de S. Gonçalo do qual foi aluno. Atualmente encontra-se a estudar Medicina Dentária na Universidade do Porto.

Se alguém possuir algum tipo de informação sobre o seu paradeiro deverá entrar em contacto com as autoridades policiais, no caso a GNR, ou contactar diretamente para: 91 62 61 286.

Podem ainda falar com o António Santos no Google+.


Em 3 JAN 2013:

Podem ler n’O Comércio de Baião uma notícia mais detalhada sobre este desaparecimento.


Em 20 JAN 2013:

Quase 1 mês depois (faz dia 23) o Luís ainda se encontra desaparecido. Podem acompanhar mais notícias sobre o seu desaparecimento na FacePage que foi criada para tentar ajudar na luta de todos nós, que o conheceram ou não, para que ele volte ao convívio dos seus ou que, pelo menos, se venha a saber o porquê do seu desaparecimento.

A reportagem SIC:


Em 03 ABR 2013:

Cerca de 3 meses depois de divulgar este desaparecimento surgiu uma nova reportagem sobre este desaparecimento.

A reportagem da CM TV:


Em 06 JUN 2013:

Cerca de 5 meses depois de divulgar este desaparecimento, volto a editar este artigo. Ainda sem notícias sobre o Luís, mais uma vez surge uma reportagem que dá destaque a esta luta. Segue-se a reportagem do Porto Canal.

A reportagem do Porto Canal:


Em 05 DEZ 2013:

O Luís ainda não apareceu e mais uma vez recorro à página do Facebook para saber notícias dele e partilhá-las a quem gostou deste post e o torna, a cada dia, mais popular. Desta feita o motivo de interesse é a «Carta Aberta ao Luís» por Susana Ferrador partilhada lá na sua página do Facebook.

Todos nós esperamos que tu apareças Luís, mesmo que já não estejas mais vivo. É fundamental para todos nós saber o que te aconteceu ou pelo menos ter uma ideia mais objetiva do porquê de teres desaparecido.

Volta, por favor, neste Natal!